sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

PRESENTE DO MUNDO VIRTUAL: reencontrar pessoa que fez diferença em minha vida... isso não tem preço♥

PRESENTE QUE O FACEBOOK NOS DÁ: essa semana entre um compartilhamento e outro uma pessoa me encontrou no face e me perguntou se eu havia estudado na escola Lourdes Pereira, aqui em Assis - SP (estudei lá desde o pré até o 3º colegial), respondi que sim e ao olhar a foto do perfil dela quase chorei, há pessoas que passam na vida da gente, tornam-se história na vida da gente e as vezes nem de longe sabem disso. A Serena de Jesus é uma delas em minha vida. NOSSA HISTÓRIA SERENA: eu morava na rua dos fundos da escola, tinha entre 6 e 8 anos, não me recordo ao certo, adorava ler desde que me alfabetizei com a cartilha caminho suave, mas na minha infância livros infantis custavam muito caro, a vida era difícil financeiramente falando, eu estudava a tarde, então de manhã eu atravessava a rua, o portão da escola ficava apenas encostado (era no prédio onde hoje é o batalhão da polícia militar) e eu furtivamente entrava e ia até a biblioteca, lá sempre com atenção e carinho eu era recepcionada por este anjo chamado SERENA, com esse nome gente não poderia ser diferente, risos, ela me apresentou o livro FÁBULAS FABULOSAS, eu era pequenina então o livro era gigante para a proporção do meu tamanho, risos, eu fiquei imensamente encantada, mas eu estava no primárioooooo, não podia levar livro para casa, era privilégio da 5ª série em diante, comecei a frequentar assiduamente a biblioteca naquele período, cada dia eu lia um pouco, em um belo dia Serena e eu começamos um diálogo, mais ou menos como relato abaixo, que trago até hoje em meu coração, um dos dias mais felizes da minha infância:

_ Leila, venha até aqui (eu fui até sua mesa e fiquei sentadinha, eu era catatau gente, pequena mesmo). Você é muito interessada na leitura e tem vindo à biblioteca todos os dias, vou abrir uma exceção e fazer seu cadastro aqui, só quem estuda a partir da 5ª série que pode, mas devido ao seu interesse farei sua ficha (meu coração mal acreditava no que meus ouvidos escutaram, eu ia levar fábulas fabulosas pra casa, ler até não poder mais durante minhas manhãs, agradeço demais seu empenho Serena, sua sensibilidade para a época não deixou morrer em mim o gosto pela leitura).

Começamos a preencher a ficha.

_ Seu nome completo?
_ Leila Diniz
_ Leila Diniz? Só Leila Diniz? Não tem outro sobrenome?
_ Não, só Leila Diniz.

A partir daí a história é engraçada.

_ Sabia que seu nome é igualzinho ao de uma famosa atriz?
_ Verdaaaaaaade? Não sabia.
_ Mas é, que chique hein! (ai ela me contou quem era Leila Diniz, que tinha falecido em um acidente de avião, que tinha sido a primeira mulher grávida a mostrar a barriga na praia, etc etc etc, se você que está lendo esse relato não conhece a história dela digite no google Leila Diniz Wikipédia e leia nesta enciclopédia virtual).

Fiquei me achando a própria famosa, importante por ter o nome igual a de uma, risos, coisa de criança gente, risos. Terminamos a ficha, peguei minhas fábulas fabulosas, botei embaixo do braço e fui embora toda pimpona, primeiro pela ficha sem estar na 5ª série ainda, risos, segundo por ter nome famoso, huahuahuahuahua. Chegando em casa diálogo com minha mãe:

_ Mããããããããããe, a tia da biblioteca fez ficha e agora eu posso trazer livros para casa, posso ficar com ele por alguns dias, depois devolver ou renovar pra levar de novo.
_ Que bom filha!
_ Mããããããããããe, sabia que eu tenho nome de atriz famooooooosa?
_ Claro que eu sabia, fui eu quem escolheu!
_ Ué, então por que nunca me contou!? Aff.
(E sai a caminho da sala pra continuar minha leitura, risos)

SERENA mais que querida da minha vida, tudo isso pra dizer que quase chorei quando você me encontrou essa semana, falei para o meu marido lembra da história da biblioteca quando eu era criança? (Ele já conhece essa história há anos) Então, a mulher que fez meu cadastro me encontrou no facebook, olha ela aqui, mostrei seu perfil, seu rosto é o mesmoooooooo, fiquei emocionada demais, demorei a escrever esse relato porque ainda estava assimilando o fato de tê-la encontrado. OBRIGADA! Muito obrigada por ter sido tão exemplar em seu ofício, você foi talhada para ele! Te amo desde sempre e você nem sabia. (Tenho história daquela época com uma amiguinha, a Dea Sian, conto em um próximo relato).



Espero que tenham gostado de saber um pouco mais sobre mim, aliás, sobre a Leila Diniz mirim, se achando a famosa! Risos.

(nesta foto eu tinha +/- 10 anos, uns 2 a mais da época da história aqui narrada)

(esta é a Serena!)



♥♥♥♥


0 REGISTRE SEU COMENTÁRIO AQUI:

Postar um comentário